100 GESTOS


A proposta inicial de mapear os movimentos corporais emblemáticos que construíram o século XX deu lugar a um inventário onírico das memórias inscritas nos corpos dos bailarinos. 100 GESTOS transita dos requebros de quadris do rock dos anos 50 à comunhão eletrônica das raves, de Isadora Duncan a Michael Jackson, da elegância marcial ao exagero kitsch, do modernismo ao videogame, do indivíduo ao coletivo, num caleidoscópio de gestos icônicos, ações cotidianas, intenções, posturas e trejeitos. Uma visão fragmentada e mestiça dos movimentos do século, que ganha unidade na presença dos bailarinos, que entram em cena apoiados em sua própria história corporal.


"100 GESTOS povoa a cena de imagens e referências que o público apreende em diálogo tônico com os artistas."
Sílvia Soter | Segundo Caderno

"100 GESTOS parece oferecer-se generosamente à empreitada pelo que realiza: inventário corporal dos gestos que construíram o imaginário do século XX através de uma poética cotidiana do corpo. Corpo e mundo, uma vez em contaminação mútua para além das paredes da casa teatral, pedem por um texto que esfole a carne da escrita. Carne da memória da carne. Carne da escrita."
Thereza Rocha | Crítica de Dança

"O gesto é também desordem. O corpo está cansado de ser coagido e silenciado pelos gestos - ou pelo que imprimimos a eles. O gesto precisa ser afetado. O corpo quer explodir. Ele está esgotado da docilização, quer perturbar pela presença, quer ser permeável e perfurado pelas camadas de possibilidade. É necessário retomar a estranheza e a necessidade do corpo à vida. 100 gestos borra a clareza da gestualidade, produz mais signos do que reproduz símbolos, propõe ao espectador uma experiência visual em o que gesto se instaura como uma qualidade sensível e poética, capaz de gerar pequenos colapsos e novas subjetivações."
Ana Carolina Marinho | Antro Positivo

[EQUIPE]
direção | Dani Lima
dramaturgia | Alex Cassal e Dani Lima
intérpretes-criadores | Carla Stank, Eleonore Guisnet, Lindon Shimizu, Rodrigo Maia, Thiago Gomes e Tony Hewerton
assistência de direção | Milena Codeço
direção musical | Rodrigo Marçal
ambientação | João Modé
iluminação | Adriana Ortiz
figurinos | Valéria Martins
vídeos | Mônica Prinzac
fotografia | Renato Mangolin
direção de produção | Neco FX

[ESTREIA]
Espaço Cultural Sérgio Porto - Projeto ENTRE | Rio de Janeiro RJ | 06 a 29 de julho de 2012

[DATAS]
Circulação Arenas Cariocas | Rio de Janeiro RJ | 2014
Sesc Palladium | Belo Horizonte MG | 2014
Modos de Existir | Santo Amaro SP | 2013
FIAC Festival Internacional de Artes Cênicas | Salvador BA | 2013
Centro Cultural Bernardo Mascarenhas | Juiz de Fora MG | 2013
Sesc Copacabana | Rio de Janeiro RJ | 2013
Galpão Gamboa | Rio de Janeiro RJ | 2012
Sesc Consolação | São Paulo SP | 2012
Maré de Artes Cênicas | Rio de Janeiro RJ | 2012
Plataforma Rio 2012 | Rio de Janeiro RJ | 2012

[PRÊMIOS]
Prêmio APCA - Associação Paulista de Críticos de Arte [elenco]

[IMPRENSA]
Especial FIAC Bahia | Antro Positivo Magazine | São Paulo SP | 2014 
APCA escolhe os melhores de 2012 | Estadão | São Paulo SP | 2012

[teaser]
[espetáculo integral]