BLINK MINI-UNíSSONO INTENSO-LAMÚRIO

DANÇA | BRASIL-HOLANDA | 2015

Intrigadas pelas consequências psico-físicas da interrupção do piscar, em BLINK mini uníssono intenso lamúrio, Michelle Moura e Clara Saito controlam o reflexo de piscar abrindo e fechando os olhos em uníssono, intensificando este movimento através de uma partitura rítmica que tensiona a relação entre dança e coreografia, controle e entrega. BLINK é uma dança generativa, onde uma ação é alimentada e exponencialmente desafiada por seus próprios efeitos e afetos. Um processo dinâmico de incorporação: um contínuo e ainda fazer-se corpo.



"A odisseia motora em que as bailarinas embarcam hipnotiza. Pavor e fascínio operam como canto da sereia sobre a plateia, como se entre uma piscada e outra se visse de relance A origem do mundo pintada por Gustave Courbet (1819-1877). Nessa medida, as escolhas dramatúrgicas da coreografia propõem uma abordagem provocativa: o exagero das emoções gravado nas faces, o movimento que transita entre grotesco e erótico, e o humor que assalta os que assistem poderiam em uma primeira mirada parecer fruto de improviso ou de um raso entendimento de espontaneidade. Pelo contrário."
Anderson do Carmo | Jornal Notícias do Dia | Curitiba

“Investigação muito forte, contribuindo significativamente para o recente interesse na dança para a exploração cinestésica do corpo que leva em consideração as capacidades física, neurológica e afetiva do corpo como foco da pesquisa.”
Bojana Kunst | Filósofa | Frankfurt 

"João e Maria perdidos na floresta? Garotas-Mangá? Anjos? Xamãs? Você não sabe o que está vendo em BLINK. Em uma paisagem sonora de conto de fadas contemporâneo - com sons de seixos que se chocam ritmicamente e murmúrios espaçosos - as brasileiras Michelle Moura e Clara Saito movem-se em um ritmo hipnótico."
Jacq. Algra | Het Parool | Amsterdam

EQUIPE
criação | Michelle Moura
performance | Clara Saito e Michelle Moura
colaboração na criação | Clara Saito e Lisa Vereertbrugghen
som | Rodrigo Lemos
luz | Lucas Amado
dramaturgia | Alex Cassal
figurino | Lisa Vereertbrugghen
acompanhamento | Elisabete Finger, Jeroen Fabius, Katerina Bakatsaki
foto | Nellie de Boer
produção | Cândida Monte e Wellington Guitti
coprodução | SESC SP e Theaterschool – Amsterdam Master of Choreography
suporte | La Bamba, Curitiba

TRAJETÓRIA
Sesc Consolação | São Paulo, SP | 2017
FLAM Forum of Live Art | Amsterdam, Holanda | 2016
Festival Contemporâneo de Dança | São Paulo, SP | 2015
Bienal Sesc de Dança | Campinas, SP | 2015

ESTREIA
Dansmakers aan ‘t IJ | Amsterdam, Holanda | 29 de maio de 2015

teaser
site